quinta-feira, outubro 23, 2008

O rastro...


E assim se fez a alegria do dia,
na magia do óculos... depois de ouvir o Hebert cantar para mim e contar que as garotas do neblon não olham mais para ele por causa dos óculos...
Ele falava isso para tentar acalmar meu pobre coraçãozinho aflito sem meus olhos portáteis
Confesso que funcionou,
e de repente parei de procurar, e assim ele veio até mim, nas mãos da mãe, que me dizia: "Milagre se tu não deixasse rastros teus no meu quarto..."
Alegria pura em ver que não perdi meus óculos.. meu rastro, como disse minha mãe...
que levo até Rio Grande, quase esqueço em São Lourenço do Sul e ainda perco em Porto Alegre,
há se perco...
Até porque, Brasília é longe, já Porto dá para ir de moto..
mas a capital federal parace que não vai ter lugar para mim... Cá entre nós, uma judiaria...
mas fazer o que, C'est la vi!
queria mesmo era me perder de alegria em saber que o contorno quadrado e vermelho marcou mais do que eu imaginava.
Pode até não marcar a parede, mas pauta a conversa, o comentário, a graça...
e marca a alegria do dia do post de um blog de textos qualquer, que hoje traz fotos, só para ilustrar a vibração!


"A Alegria é o alimento da alma
Alegria é nossa grande inspiração
Alegria recompensa os sacrifícios
Alegria soberana decisão..."
(Martinália)


Yes, honey..
From me, to you!

Um comentário:

Rita Copetti de Queiroz disse...

"Ou melhor, vai matar, todo e qualquer possibilidade realmente de estrelar esse novo longa. Coitado, já fez teste de elenco tantas vezes, nunca foi aprovado. Deve ser poque ele faz as coisas assim, sem pensar..."

Coitado... fiquei até com pena...

bom demais viu! bjoca!

please, one moment